Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - “Filosofia da Linguagem e Espectro Autista” na QuartaàsQuatro Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Mostrando itens por marcador: confoa 2021
Início do conteúdo da página
Quinta, 29 Abril 2021 17:38

“Filosofia da Linguagem e Espectro Autista” na QuartaàsQuatro

Gustavo Saldanha e Fernanda Valle durante a QuartaàsQuatro de 28 de abril Gustavo Saldanha e Fernanda Valle durante a QuartaàsQuatro de 28 de abril

A experiência dos pesquisadores Fernanda Valle e Gustavo Saldanha com o tema “Filosofia da Linguagem e Espectro Autista” motivou a realização da última QuartaàsQuatro, promovida pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), no último dia 28. Fernanda Valle, que é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre o Ibict e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), contou na live sobre a pesquisa intitulada “Comunico, logo existo: o protagonismo da linguagem e os dilemas classificatórios do Transtorno do Espectro Autista”, que vem realizando sobre orientação de Gustavo Saldanha no doutorado. Saldanha é pesquisador titular do Ibict e professor do corpo docente do PPGCI/Ibict/UFRJ.

Durante a live, os pesquisadores apresentaram questões conceituais e estruturais em relação ao Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), como Filosofia da Linguagem, o TEA e as áreas do conhecimento e a organização do conhecimento. Como explicou Fernanda Valle, é preciso pensar que o autismo foi concebido socialmente e isso é refletido também na maneira como o conhecimento sobre o assunto também foi construído, incluindo a relação com a Ciência da Informação.  

Fernanda Valle e Gustavo Saldanha vêm sendo reconhecidos em relação às pesquisas conduzidas sobre Transtorno do Espectro Autista. No início de abril, os pesquisadores foram os os únicos representantes brasileiros no evento internacional Inclusive Library Programmes for Users with Autism Spectrum Disorder (ASD): Practices and Potential Development (Programas de Biblioteca Inclusivos para Usuários com Transtorno do Espectro Autista: Práticas e Desenvolvimento Potencial), quando debateram o tema "Do Espectro do Autismo às Várias Maneiras de Ler – Os livros e o Mundo (em inglês: From the Autism Spectrum to the Multiple Ways of Reading – the Books and the World).

Em relação ao assunto, Fernanda Valle e Gustavo Saldanha discutiram na QuartaàsQuatro sobre as práticas de leitura, a formação de leitores e o acesso aos livros das pessoas com TEA. “Ler e escrever são direitos de todos os seres humanos. Então, a partir disso, surge o questionamento: como garantir esses direitos às pessoas com TEA?". Diante desse aspecto, Fernanda Valle explicou que é preciso deslocar o olhar voltado exclusivamente para o livro e pensar em formas de acesso pleno a todos os leitores, entre eles as pessoas com TEA. Para a pesquisadora, ainda há muito a debater sobre o assunto, de modo a garantir a plena cidadania a todos os seres humanos.

O autismo no espelho da classificação – É possível conhecer um pouco da pesquisa em curso em um estudo publicado por Fernanda Valle e Gustavo Saldanha intitulado (Des)informação em Saúde: o autismo no espelho da classificação, que busca estimular os pesquisadores da Ciência da Informação a se tornarem agentes importantes na compreensão dos fenômenos informacionais no campo, especialmente em relação à organização e à representação do conhecimento. Neste texto também são abordadas questões como a construção dos discursos identitários, a definição ontológica do ser e as classificações científicas em saúde. Clique aqui para acessar.

Acesse a live em versão integral abaixo ou clique aqui para acompanhar a live na página do Ibict no Youtube.




Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Última modificação em Quinta, 29 Abril 2021 18:32
Fim do conteúdo da página