Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - Mostrando itens por marcador: ppgci Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Mostrando itens por marcador: confoa 2021
Início do conteúdo da página

No último dia 12 (segunda-feira), o grupo de pesquisa "Ecce Liber: filosofia, linguagem e organização dos saberes" lançou o programa "Circuito Fillin: Filosofia da linguagem nos estudos informacionais", que contará com palestras e diálogos sobre a construção epistemológica da Ciência da Informação.

A primeira palestra do programa foi dedicada ao tema Semiótica e Informação e contou com presença do professor Paulo César Castro (Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ) e mediação do professor Gustavo Saldanha, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre a UFRJ e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).  

O grupo de pesquisa "Ecce Liber: filosofia, linguagem e organização dos saberes" surgiu em 2011, então como grupo de discussão, no contexto das experiências de docentes e discentes da Escola de Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Em 2013, o coletivo foi formalizado em uma parceria entre o Ibict, a UFRJ e a UNIRIO.

A palestra está disponível em versão integral no EcceLiberTube, o canal no Youtube do grupo de pesquisa. Clique aqui para acessar a palestra.

Conheça o palestrante Paulo César Castro: Professor Associado da Escola de Comunicação da UFRJ, doutor em Comunicação e Cultura, diretor do Centro Internacional de Semiótica e Cultura (CISECO) e professor colaborador do PPGCI/Ibict/UFRJ, onde realiza pesquisa sobre algoritmos, big data e cultura. 

Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em jornalismo impresso e online e produção editorial. Membro do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária (LECC) e do Grupo de Pesquisa em Políticas e Economia da Informação e da Comunicação (PEIC) da ECO-UFRJ. É tutor do Programa de Educação Tutorial (PET) da ECO-UFRJ e lá desenvolve pesquisas de iniciação científica com temáticas associadas às redes sociais online.

SERVIÇO:
Palestra Semiótica e Informação e lançamento do programa "Circuito Fillin: Filosofia da linguagem nos estudos informacionais"
Clique aqui para assistir (redirecionamento para o canal do Ecce Liber no Youtube).

 

Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

A pesquisadora Marcelle Costal de Castro dos Santos foi a ganhadora da categoria Regional Sudeste do curso de Biblioteconomia do Concurso de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) de 2020 da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN). Marcelle Costal é pesquisadora da Coordenação de Articulação, Geração e Aplicação de Tecnologia do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (COTEC/Ibict), e atua no projeto de Sistematização e Desenvolvimento do Sistema Nacional de Juventude (SINAJUVE). Além disso, é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Ibict.

A conquista do prêmio veio com o trabalho de conclusão de curso de Biblioteconomia intitulado “Competência em informação para gestão de dados de pesquisa: um olhar para a formação do(a) bibliotecário(a)”, defendido na UFRJ, sob orientação de Marianna Zattar e coorientação de Luana Sales. No trabalho, Marcelle Costal discutiu questões relacionadas aos desafios da gestão e da curadoria de dados e as habilidades técnicas e tecnológicas a serem desenvolvidas pelos bibliotecários que estejam relacionadas à competência em dados.

Marcelle Costal explica que é um privilégio fazer parte da equipe do Ibict. “Para mim, enquanto aluna e pesquisadora do Ibict, é uma honra poder representar essa instituição que nos incentiva muito em pesquisa e desenvolvimento. Sempre há temáticas novas para estudarmos e, diariamente, consigo aliar os conhecimentos estudados com as atividades como pesquisadora”, conta Marcelle Costal.

O trabalho de conclusão de curso da pesquisadora ainda não foi disponibilizado ao público para acesso online. No entanto, é possível conhecer um pouco sobre a pesquisa conduzida por Marcelle Costal nas publicações abaixo que são frutos do trabalho de conclusão de curso.

Confira:

Competência em Dados: habilidades na atuação e formação do bibliotecário
Marcelle Costal, Luana Sales e Marianna Zattar
Revista BIBLOS, v. 34, n. 2 (2020). Disponível clicando aqui.

Competência em Informação como Mecanismo de Promoção da Gestão de Dados de Pesquisa
Marcelle Costal, Luana Sales e Marianna Zattar
IX Encuentro Ibérico EDICIC 2019. Dados Abertos e Inclusão Digital na Era do Big Data, 9 a 11 de julho de 2019. Disponível clicando aqui e aqui.

A equipe do Ibict parabeniza a pesquisadora e deseja sucesso em sua jornada acadêmica e profissional.



Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

Os pesquisadores Fernanda Valle e Gustavo Saldanha serão os únicos representantes brasileiros no evento internacional Inclusive Library Programmes for Users with Autism Spectrum Disorder (ASD): Practices and Potential Development (Programas de Biblioteca Inclusivos para Usuários com Transtorno do Espectro Autista: Práticas e Desenvolvimento Potencial), que será realizado nos dias 01 e 02 de abril.

Fernanda Valle é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) e orientanda de doutorado de Gustavo Saldanha, pesquisador titular do Ibict e professor do corpo docente do programa.

A palestra dos pesquisadores debaterá o tema "Do Espectro do Autismo às Várias Maneiras de Ler – Os livros e o Mundo (em inglês: From the Autism Spectrum to the Multiple Ways of Reading – the Books and the World). A apresentação dos pesquisadores ocorrerá no dia 01 de abril, às 7h (horário de Brasília) e será transmita pelo canal do evento no Youtube. Na palestra, os pesquisadores apresentarão o estudo que está sendo realizado por Fernanda Valle e Gustavo Saldanha sobre o Transtorno do Espectro Autista e a organização do conhecimento.

O evento – celebrado no mês do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 02 de abril – tem o objetivo de chamar a atenção da comunidade bibliotecária para a questão da inclusão social e cultural das pessoas com Transtorno do Espectro Autista na sociedade e discutir sobre os projetos atuais em bibliotecas que trabalham nessas questões. No seminário, especialistas em bibliotecas, assessores de inclusão em instituições culturais, especialistas de organizações sem fins lucrativos e centros de apoio a famílias com crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista da Argentina, Austrália, EUA, Brasil, Alemanha, Suécia e Rússia compartilharão suas experiências.

Para mais informações sobre a programação, acesse: https://rgub.ru/autism/en.php. Clique aqui para acessar o link da palestra (redirecionamento para o Youtube).

SERVIÇO:
Palestra From the Autism Spectrum to the Multiple Ways of Reading – the Books and the World
01 de abril (7h - horário de Brasília) 
Link da palestra: Clique aqui.


Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

Está disponível para leitura o primeiro livro da Coleção PPGCI 50 anos, “Ciência da Informação: crítica epistemológica e historiográfica". O livro é de autoria de Gustavo Saldanha, pesquisador titular do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) e professor do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Ibict.

São discutidas no livro questões epistemológicas e históricas da Ciência da Informação (CI), como a reflexão sobre a pluralidade de conceitos estudados pela CI e a identificação de teorias fundadoras do campo, entre outros assuntos. As discussões da publicação estão ancoradas nas reflexões do grupo de pesquisa “Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes”.

O livro comemora os 50 anos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio Ibict e UFRJ e o cinquentenário da Ciência da Informação na América Latina e Caribe, celebrados no ano 2020. A pesquisa que resulta na publicação foi concretizada a partir do fomento do Conselho Nacional para o Desenvolvimento Científico (CNPq), da Fundação Carlos Chagas de Apoio à Pesquisa Científica do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), com o apoio das seguintes instituições: Unesco; Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação (CENACIN/Ibict); Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); UFRJ; e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A equipe do selo Nyota também esteve presente na realização da publicação.

Confira o sumário do livro “Ciência da Informação: crítica epistemológica e historiográfica":

APRESENTAÇÃO, por Rafael Capurro

PREFÁCIO – A informação e o epistemicídio do sentido (tautologia desnecessária), por Vinícios Souza de Menezes

PREÂMBULO – A fundamentação da inexistência da Ciência da Informação

MITOS, NARRATIVAS E ECONOMIA POLÍTICA DE UMA EPISTEME

EPISTEMOLOGIA HISTÓRICA E CRÍTICA-POÉTICA – A chama bachelardiana acesa como pavio

ISSO NÃO É UMA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – A traição epistemológica sob provocações magrittianas

MITOS DE ORIGEM – As narrativas e seus fragmentos (a história que escolhemos inventar)

A HISTÓRIA SOCIAL E OS USOS DE UM NOME – O termo “ciência da informação” e as declarações

EXPRESSO BELO HORIZONTE – COPENHAGUE – Ensaio noturno para variações dissimuladas sob-sobre um mesmo tema?

NUNCA FOMOS INTERDISCIPLINARES – A invenção neopositivista da natureza

DESUSOS DO MESSIANISMO DO PARADIGMA – A corrida para desinventar tradições

FÁBULA DA CRIAÇÃO – Uma sociedade sem informação e sua ciência

IPÁSIA RESISTE – Advinda da retórica e da filologia

ESTAS (OUTRAS) HISTÓRIAS – Travessias

POSFÁCIO – Mais de cem anos de resistência epistemológica: a Biblioteconomia Negra e a invenção da Ciência da Informação, por Franciéle Carneiro Garcês da Silva


Em dezembro de 2020 foi realizada uma live contando detalhadamente sobre o livro. É possível acessar a live clicando aqui (redirecionamento para o canal do Ibict no Youtube).

O livro está disponível para download integral. Clique aqui para baixar (redirecionamento para o Repositório Institucional do Ibict).


Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

A última live QuartaàsQuatro (17/03), promovida semanalmente pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), discutiu “Mediação da leitura: tendências na Biblioteconomia e Ciência da Informação”.

Transmitido pelo canal do Ibict no YouTube, o encontro teve a participação de Gustavo Saldanha, pesquisador titular do Ibict e professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); Patrícia Vargas Alencar, professora da UNIRIO; e Amanda Salomão, pesquisadora do grupo de pesquisa Ecce Liber.

Gustavo Saldanha abriu o evento e destacou os 10 anos do “Ecce Liber: Filosofia, Linguagem e Organização dos Saberes”, coletivo que surgiu no contexto das experiências de docentes e discentes da Escola de Biblioteconomia da UNIRIO em 2011 e que, em 2013, foi formalizado em uma parceria entre o Ibict, a UNIRIO e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A professora Patrícia Vargas Alencar contou que sua história com a mediação de leitura começa a partir de sua formação em Português/Literaturas. “Minha primeira experiência com mediação foi numa escola estadual em que percebi alguma dificuldade por parte dos discentes e das parcerias com meus colegas. Este percurso me levou a conversar com o Gustavo sobre esta questão também na Biblioteconomia”.

Em seguida, apresentou a pesquisa que realizou em seu período de pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação na parceria PPGCI/Ibict/UFRJ. A pesquisa trata da mediação da leitura literária como objeto epistemológico da Ciência da Informação no que diz respeito ao discurso científico.

Amanda Salomão, mestre em Ciência da Informação pelo PPGCI/Ibict/UFRJ, abordou o tema a partir de seus percursos de leitura que se iniciam na graduação e seguem até sua pesquisa de mestrado “Mulheres e clubes de leitura: o Leia Mulheres Rio de Janeiro”.

O projeto do clube de leitura surgiu em 2014, a partir da hashtag #leiamulheres, com a proposta de dar mais visibilidade à escrita da mulher. Um dos intuitos da pesquisa era saber como estas mulheres se transformaram ao longo da vida em diferentes momentos a partir da leitura. “Nós estamos falando de mulheres com vivências, contextos e subjetividades muito particulares e distintas entre si”.

Também foram discutidos aspectos como discurso, mediação digital da leitura literária em período de crise, relação escola/biblioteca e letramento literário sob a perspectiva dos estudos da Biblioteconomia e da Ciência da Informação.

O vídeo completo com o bate-papo está disponível neste link.

Lucas Guedes
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

Em celebração ao dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a equipe do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) recomenda a leitura de entrevistas realizadas em homenagem aos 50 anos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. A série destaca o trabalho das mulheres na vanguarda do PPGCI/Ibict/UFRJ.

As seis histórias de vida das mulheres aqui relatadas contam a dedicação, o profissionalismo e a paixão pela Ciência da Informação em 50 anos de uma longa trajetória. Veja as entrevistas com Cecilia Leite Oliveira, Célia Zaher, Gilda Olinto, Lena Vania Pinheiro, Regia Marteleto e Rosali Fernandez.

Confira!

Entrevista com Cecília Leite: do encanto pelas bibliotecas até a direção do Ibict

Mestre (1996) e doutora (2003) em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília, Cecília Leite destaca-se pela atuação em ações de inclusão social. Em 2002, na pesquisa de doutorado, Cecília Leite desenvolveu uma metodologia reconhecida internacionalmente de inclusão digital para a inclusão social (Escola Digital Integrada - EDI), colaborando para a criação de normas na área, como a Lei 3.275/2003, que assegura a inclusão digital aos alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal.

Cecília Leite é pesquisadora de carreira da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), cedida ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para atuar, na época, como Coordenadora Geral de Pesquisa e Desenvolvimento Novos Produtos (CGPD) do Ibict, e, posteriormente, como diretora. Atualmente, Cecilia Leite encontra-se em sua segunda gestão como diretora do Ibict. Acesse aqui a entrevista.

Mulheres na vanguarda do PPGCI: Entrevista com a professora Célia Ribeiro Zaher

Doutora em Direito do Trabalho pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1967), especialista em Library Science pela Columbia University (1963) e graduada em Biblioteconomia pela Biblioteca Nacional (1962), Célia Zaher foi professora do Curso de Documentação Científica do Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação (IBBD), o antigo Ibict, de 1954 a 1970.

A professora também foi presidente do IBBD entre os anos 1968 e 1972, além de diretora da Biblioteca Nacional (1982-84) e recentemente de 1997 a 2005. De 1991 a 1996, foi diretora do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME). Leia aqui a entrevista com Célia Zaher.

Entrevista com a professora Gilda Olinto: por uma ciência mais inclusiva

Gilda Olinto é membro do corpo docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. A professora é graduada em Sociologia e Política pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, tem mestrado em Ciência Política pela Universidade de Michigan e doutorado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Em entrevista para o site do Ibict, Gilda Olinto conta sobre a atuação nas pesquisas envolvendo gênero e ciência, detalha a história dela no PPGCI/Ibict/UFRJ e ressalta o papel das bibliotecas públicas. Clique aqui para ler.

Entrevista com Lena Vania Pinheiro: “É fundamental que exista afeto na caminhada entre orientador e orientando”

Conheça a história da professora Lena Vania Pinheiro, doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - 1997), mestre em Ciência da Informação pelo PPGCI/Ibict/UFRJ (1982), especialista em Redes de Bibliotecas pela Universidade de São Paulo (USP - 1972) e bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Pará (UFPA - 1966). Lena Vania Pinheiro iniciou sua vida acadêmica como professora de História da Arte do Departamento de Letras e Artes. Clique aqui para ler.

Entrevista com a professora Regina Marteleto: uma história dedicada à Ciência da Informação

Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ, mestre em Ciência da Informação e da Comunicação pela École des hautes études en sciences sociales (França), e graduada em Letras (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas) e Biblioteconomia (Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG), Regina Marteleto já ocupou o cargo de presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), entre 2003 e 2006.

A longa carreira da professora foi dedicada a vários temas da Ciência da Informação, como cultura e informação; conhecimento, informação e sociedade; informação e comunicação em saúde; mediações infocomunicacionais em redes sociais; e teoria social, epistemologia e interdisciplinaridade nos estudos da informação. Clique aqui para ler a entrevista.

Entrevista com Rosali Fernandez de Souza: “Vale a pena ser um cientista da Informação”

Rosali Fernandez de Souza possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Santa Úrsula (1968), especialização em Documentação Científica (1969) e mestrado em Ciência da Informação (1973) pelo PPGCI/Ibict/UFRJ, além de doutorado pela Polytechnic of North London, conferido pelo Council for National Academic Awards (1984).

Em entrevista exclusiva ao site do Ibict, a professora conta sobre a história dela com a Ciência da Informação e com o PPGCI/Ibict/UFRJ, detalha a paixão pela Biblioteconomia e revela os autores que mais inspiraram suas pesquisas. Leia aqui a entrevista com Rosali Fernandez de Souza.


Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

O International Center for Information Ethics (ICIE), comunidade acadêmica internacional dedicada à pesquisa em ética da informação, publicou na primeira semana de março o documento Gravitating towards Growth: A year of review and reflection (Gravitando em direção ao crescimento: um ano de revisão e reflexão). A publicação apresenta uma revisão das principais atividades em que o ICIE participou, seja na forma de publicações ou eventos, além de uma breve visão geral dos planos para 2021.

Em seu vigésimo primeiro ano, o ICIE, que foi fundado por Rafael Capurro em 1999, procurou manter o diálogo global sobre as dimensões éticas da informação em tempos de pandemia. O destaque de 2020 vai para a realização da primeira conferência internacional do capítulo América Latina e Caribe do ICIE, criado a partir de uma parceria com o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) e coordenado por Marco Schneider e Arthur Coelho Bezerra, pesquisadores titulares da Coordenação Geral de Ensino e Pesquisa, Ciência e Tecnologia da Informação e professores do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), que é desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).

O evento foi produzido pelo grupo de pesquisa Perfil-i (coordenado por Schneider) e realizado em agosto em formato remoto, e contou com a participação de Jared Bielby e Rachel Fischer (atuais diretores do ICIE), além de Rafael Capurro e de pesquisadores de diversos países da América Latina, como Brasil, Argentina, Uruguai, Jamaica, México e Cuba. 

Para este ano de 2021, a comunidade ICIE anuncia o lançamento da próxima edição da International Review of Information Ethics (IRIE), publicação acadêmica do ICIE, que terá o título "The ecology of literacy diversity in the new regimes of information". Com previsão de lançamento para junho, a edição é organizada por Arthur Bezerra, Gustavo Saldanha (coordenador PPGCI/Ibict/UFRJ) e Miguel Ángel Pérez Álvarez, da Universidad Nacional Autónoma de México.

O documento do ICIE está disponível clicando aqui.


Fonte: Com informações de Arthur Coelho Bezerra e do PPGCI/Ibict/UFRJ

Publicado em Notícias

Estão de volta os cursos das Escolas de Estações do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), que é desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict). Todos os cursos têm acesso livre e totalmente gratuito pelo canal do PPGCI no Youtube, com emissão de certificado aos cursistas.

Em 2020, os cursos das Escolas de Verão, Outono, Inverno e Primavera atingiram a marca de mais de cinco mil certificados emitidos. A próxima iniciativa a ser conduzida é a Escola de Verão, que será realizada dos dias 9 a 19 de março de 2021. Em 2021, a expectativa, como explica o professor Gustavo Saldanha, coordenador do PPGCI/Ibict/UFRJ, é a manutenção e ampliação do número de graduandos e pós-graduandos do Brasil e do mundo interessados em discutir temas inovadores e urgentes em Ciência da Informação.

“A partir da experiência das Escolas de Estações de 2020, a Escola de Verão 2021 volta-se para práticas pedagógicas abertas, gratuitas e livres, com cursos de curta duração, abordando focos inovadores em filosofia, metodologia, sociedade, cultura, e tecnologia pelas lentes da informação. Além disso, projetamos a transformação dessas experiências em dados de transformação direta no plano pedagógico, com a atração de mais discentes para os cursos de mestrado e doutorado do PPGCI/Ibict/URFRJ, no plano científico, com a aplicação das propostas em produções acadêmicas e, também, no plano social, com as potencialidades de reflexão crítica para ação cidadã em nossa realidade social”, explica Gustavo Saldanha.

A proposta da Escola de Verão 2021 parte da iniciativa de conjugação de modalidades alternativas de práticas de ensino e de pesquisa dos institutos e centros de estudos avançados, tendo o objetivo central de explorar temáticas, teorias, conceitos, métodos e ferramentas inovadoras em Ciência da Informação. A iniciativa responde também pela demanda de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no âmbito das políticas de inovação. Os cursos da Escola de Verão serão na modalidade remota com transmissão pelo canal do PPGCI no Youtube (clique aqui para acessar).

Confira a programação:

Curso 1 - COMPETÊNCIA CRÍTICA EM INFORMAÇÃO
Docentes: Prof. Arthur Coelho Bezerra (Ibict) e Prof. Marco Schneider (Ibict – UFF)
Datas: 10 e 17 de março de 2021, das 14 às 16h

Curso 2. CURADORIA DE OBJETOS DIGITAIS
Docentes: Prof. Luís Fernando Sayão (CNEM) e Profa. Luana Sales (Arquivo Nacional)
Datas: 15 e 16 de março de 2021, das 10h às 12h

Curso 3. INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, ALGORITMOS, INFORMAÇÃO
Docente: Prof. Giuseppe Cocco (UFRJ)
Datas: 9 e 16 de março de 2021, das 16h às 18h

Curso 4. ECOLOGIA: ALGUMAS CONEXÕES COM A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Docentes: Profa. Liz-Rejane Issberner (Ibict), Prof. Philippe Léna (Institut De Recherche Pour Le Développement – França) e Profa. Patrícia Prado (Northumbria University – Reino Unido)
Datas: 8 e 9 de março de 2021, das 10h às 12h

Curso 5. A INFORMAÇÃO À LUZ DA FILOSOFIA DA INDIVIDUAÇÃO DE GILBERT SIMONDON
Docentes: Prof. Ricardo Medeiros Pimenta (Ibict) e Prof. Danilo Melo (UFF)
Data: 18 de março de 2021, das 15h às 18h

Curso 6. ÉTICA E MÁ CONDUTA NA PESQUISA E PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA
Docente: Prof. Eloísa Príncipe (Ibict) e Prof. Eli Lopes Da Silva (SENAC/SC)
Data: 11 e 12 de março de 2021, das 9 às 11h

Curso 7. “É preciso parar Dionísio”: da Carta VII de Platão e da filosofia da linguagem ao político na informação
Docente: Prof. Gustavo Saldanha (Ibict - UNIRIO)
Data: 12 de março de 2021, das 15h às 18h

Curso 8. Cadernos (1914-1916) & Fichas (Zettel): Wittgenstein na filosofia da organização do conhecimento
Docente: Prof. Gustavo Saldanha (Ibict - UNIRIO)
Data: 19 de março de 2021, das 15h às 18h


Para acesso à plataforma de inscrição, clique aqui.

Para acesso à plataforma de transmissão dos cursos, clique aqui.

E para mais informações envie um e-mail para: coordenacaoppgci@eco.ufrj.br.



Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias

Está no ar a versão em português do Programming Historian, um projeto que publica tutoriais acessíveis para pesquisadores das disciplinas de Humanidades e os ajuda a aprender uma ampla gama de ferramentas digitais, técnicas e metodologias de trabalho, de modo a facilitar a pesquisa e o ensino. A equipe do projeto tem o compromisso de promover uma comunidade diversificada e inclusiva de editores, escritores e leitores.

O Programming Historian em português é uma iniciativa voluntária, de acesso aberto e voltada para a comunidade. A versão em português resulta de um esforço coletivo de uma ampla equipe de voluntários de Portugal e do Brasil. A equipe inicial, que preparou a tradução da plataforma e vai assegurar as primeiras lições, conta com a contribuição de pesquisadores da Universidade Nova de Lisboa (Portugal), da Fundação Getúlio Vargas (Brasil), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict, Brasil), do Instituto Superior Técnico (Portugal) e da Universidade Federal de São Paulo (Brasil).

O grupo do Ibict que atuou no projeto integra o Laboratório em Rede de Humanidades Digitais do Instituto (Larhud), uma iniciativa do Grupo de Pesquisa Informação, Memória e Sociedade (IMeS), mantido pela Coordenação Geral de Ensino e Pesquisa, Ciência e Tecnologia da Informação (COEPE) do Instituto.

“Os textos submetidos são o que a equipe do Programming Historian chama de lições, ou seja, tutoriais. Por exemplo, como um historiador ou um antropólogo pode utilizar um determinado recurso de alguma ferramenta da programação? Como que ele vai processar algum dado ou informação que ele esteja investigando? A iniciativa objetiva tornar mais familiar os recursos tecnológicos para os pesquisadores de humanidades”, explica o professor e pesquisador Ricardo Pimenta, coordenador do Larhud.

Todos os tutoriais do Programming Historian em português são rigorosamente revistos por pares, sob a supervisão dos editores do projeto. A revisão envolve uma colaboração próxima com o editor da lição para garantir que atenda aos objetivos estabelecidos e que todos os conceitos sejam bem explicados para um leitor não especialista, antes de o tutorial ser enviado para revisores externos.

Com a inserção do português no projeto, agora são quatro os idiomas disponíveis, reforçando a internacionalização, diversidade e alcance global da proposta. O professor Ricardo Pimenta explica que o próximo passo é realizar a tradução de algumas lições do inglês, do espanhol e do francês para o português e, também, criar lições em português. A equipe do projeto está aberta a novas colaborações com outras comunidades acadêmicas e de outras áreas geográficas de língua portuguesa.

É possível conhecer mais sobre o Programming Historian em palestra realizada durante a I Jornada Nacional de Humanidades Digitais no ano 2020, disponível no Youtube, clicando aqui.

Conheça o Programming Historian: https://programminghistorian.org.


Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict, com informações da equipe do Programming Historian

Publicado em Notícias

Cerca de cinco mil certificados foram emitidos em 2020 durante os cursos das Escolas de Outono, Inverno, Primavera e Verão, promovidas pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), desenvolvido por meio de convênio entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).

“São cursos livres e gratuitos sobre temas emergentes. Uma média de cem pessoas participaram de cada aula dos cursos das Escolas de Estação. Foi fundamental para a visibilidade do Programa em 2020”, explica o professor e pesquisador Gustavo Saldanha, coordenador do PPGCI/Ibict/UFRJ.

As Escolas de Estação partem da iniciativa de modalidades alternativas de práticas de ensino e de pesquisa dos institutos e centros de estudos avançados, tendo o objetivo central de explorar temáticas, teorias, conceitos, métodos e ferramentas inovadoras em Ciência da Informação. Os cursos foram exibidos gratuitamente no canal do PPGCI no Youtube, onde ainda se encontram disponíveis para acesso livre e gratuito (com exceção das aulas que foram realizadas presencialmente antes da pandemia).

“Com o início da pandemia de COVID-19, criamos uma expectativa, a qual foi cumprida totalmente, em relação à adaptação para as atividades remotas, que foi a criação do canal do PPGCI no Youtube e a realização dos eventos totalmente online. Chegamos a cerca de dois mil inscritos no nosso canal em 2020. Trata-se de uma inovação pedagógica dentro do caráter remoto”, explica o professor e pesquisador Gustavo Saldanha, coordenador do PPGCI/Ibict/UFRJ.

O sucesso das Escolas de Estação do PPGCI/Ibict/UFRJ é apenas uma das conquistas do Programa, que completou 50 anos em 2020. O aniversário do PPGCI/Ibict/UFRJ foi comemorado em vários eventos, como a aula magna do início do 1º semestre letivo de 2020, com a presença da diretora do Ibict, Cecília Leite, doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB). Na ocasião, o tema ministrado foi “O Ibict, a pesquisa e a pós-graduação em Ciência da Informação: trajetórias e perspectivas em seus 50 anos”.

Outro evento comemorativo aos 50 anos do PPGCI/Ibict/UFRJ foi uma live histórica com cinco horas de duração. Durante a live, professores, pesquisadores e estudantes da Ciência da Informação de todo o país celebraram o cinquentenário do PPGCI/Ibict/UFRJ. O evento, intitulado “Travessias....1970-2020”, ocorreu no dia 30 de junho. Ao final do evento, o professor Gustavo Saldanha anunciou o lançamento de um portal especial em comemoração dos 50 anos do PPGCI/Ibict/UFRJ, desenvolvido pelas equipes da Coordenação de Tecnologias da Informação e Informática do Ibict (CGTI) e da Coordenação Geral de Ensino e Pesquisa, Ciência e Tecnologia da Informação (COEPE) do Ibict, com destaque para a atuação das mulheres na construção da história da Ciência da Informação. Além disso, no dia 06 de agosto foi realizado o III Painel de Altos Estudos para comemorar os 50 anos de pesquisa em Ciência da Informação na América Latina e Caribe.

Em um ano que foi marcado na história mundial pela pandemia de COVID-19, Gustavo Saldanha destaca as iniciativas do PPGCI/Ibict/UFRJ que fazem parte das ações do Ibict relacionadas ao vírus. Entre estas ações está o portal Universo Científico, que congrega várias iniciativas, entre elas o Observatório de evidências científicas sobre COVID-19, as Fontes de Fomento para o combate à COVID-19, os Especialistas Brasileiros em COVID-19, os Portais COVID-19 pelo mundo, a Acessibilidade em relação à COVID-19, e a Linha do tempo de visualização de dados.

O último grande evento de 2020 do PPGCI 2020 ocorreu com o lançamento Coleção PPGCI 50 anos, no dia 17 de dezembro. A coleção, realizada em uma parceria entre o Ibict, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a UNESCO e o selo Nyota, comemora os 50 anos do Programa. O primeiro livro da Coleção PPGCI 50 anos, de autoria de Gustavo Saldanha, é intitulado “Ciência da Informação: crítica epistemológica e historiográfica".

Para conhecer mais sobre as ações do PPGCI/Ibict/UFRJ acesse o site: http://www.ppgci.ufrj.br/pt.


Patrícia Osandón
Núcleo de Comunicação Social do Ibict

Publicado em Notícias
Página 2 de 8
Fim do conteúdo da página